O Luciano trabalha desde 1999 com piercings e é especializado nos clássicos, em microdermal, surface, escarificação e suspensão que, segundo ele, é um amor à parte. Apesar de adorar as perfurações na orelha, acredita que ainda existem muitos lugares “inabitados” para receber uma joia.

Sua vida e arte, para ele, são uma coisa só. Ele afirma que não tem como separar o lado pessoal do profissional e não é nada incomum que os clientes virem seus amigos (ele faz questão de acompanhar todo o processo de cicatrização do piercing).

Luciano sabe da responsabilidade que tem nas mãos e conduz o ritual de perfuração de forma que a pessoa tenha boas sensações e viva uma experiência positiva com relação à dor e ao medo. A preocupação dele com um trabalho excelente também está na escolha do material de suas joias, feitas de titânio e com rosca interna, o que existe de melhor no mercado.

Viveu 15 anos no Japão e vê o piercing como algo além do estético, mas de cuidado com o corpo. Foi responsável pelo primeiro evento de escarificação na América Latina e idealizou a galeria Traço Livre.